Nicki Minaj revela que levou todos seus produtores para Paris, momentos com fãs e mais em entrevista para "New York Times".

“Poder estar em um show – onde eu não sou show – bem, é um contraste agradável dado a minha vida agora”

Essas foi Nicki Minaj, a maior estrela do hip-hop no mundo, esperando pelo show do Haider Ackermann inciar no sábado de manhã. Seus colegas de primeira fila de convidados estacam olhando para o chão, sem certeza do que dizer. Depois de tudo, uma pouco mais do que 1.52m, Minaj estava usando um óculos de sol roxo, short de couro Givenchy, um top com apenas uma alça – e um adesivo espelhado em seu mamilo feito por Agent Provocateur no seu peito totalmente exposto.
“É como Janet Jackson”, disse um do editor (admirado), se referindo ao defeito na roupa de Janet em 2004 no Super Bowl. Todos da primeira fila viraram a cabeça para darem uma olhada mais de perto. Como um enxame de paparazzi descendo, a atual solteira Minaj – quem tem uma habilidade de escolher suas roupas igual tem para criar álbuns platinados – sorriu e arrumou seu cabelo. Quando os flashes começaram, rebatiam no adesivo espelhado, ela não piscava. Ela suspirou.

“Você esteve no backstage?”, ela rebateu. “Eu estava no backstage. As garotas estão absolutamente lindas. Estão indo além. Eu sempre amo ir atrás nos bastidores como também o show em si. Eu acho que isso amplia sua perspectiva”


Naquele momento, Minaj já tinha frequentado três outros desfiles em Paris: H&M, Rick Owens e Balmain. Com a ausência da família Kardashian (normalmente presença obrigatória na primeira fila), ela era disparada a maior atração convidada da semana.

“Faz parte do meu trabalho estar consciente do que os designers estão propondo”, ela disse. “Em um nível, que inspira e ajuda meu senso de criatividade, mas por outro lado, se trará de figurinos que podem fazer parte de clipes ou na minha tour”. Nicki então citou Balmain (com muitas franjas, estampas de animais, roupas apertadas) com uma coleção que ela poderia usar no palco.

“Mas então Rick Owens? Aquele cara realmente me faz pensar”, ela disse. “Foi tão especial e único, que pareceu que eu tinha caído em um mundo diferente. Especialmente com a música que ele escolheu. Quase me colocou em transe”



A dona dos hits “Anaconda”, “Starships” e “Side To Side”, disse que ficaria em Paris por algum tempo. “Eu também estou gravando aqui”, ela disse – apesar de não, com produtores locais.
“Eu na verdade trouxe todo mundo aqui comigo”, ela disse. “Aqui é onde eu quero estar, então aqui estão eles. Eu amor Paris. Eu me sinto muito livre aqui e sem pressa para ir embora. Para mim, as ruas são lindas, é como estar em um cenário”

Minaj se acomodou em seu assento e acrescentou: “Os momentos que eu vou dar uma volta com eles, como uma pessoa normal, são o suficiente para mim” minaj se referindo aos fãs.

Source: New York Times
Compartilhar no facebook twitter Google tumblr pinterest

Entradas similares

No se permiten nuevos comentarios